fbpx

Como Produzir Mais?

Olá pessoal, recentemente compartilhar um pouco da experiência que estou tendo com a SMUP para profissionais da indústria. Hoje decidi testar esta ferramenta de artigos. Longe de mim achar que sei tudo sobre todo tipo de fábrica, apenas gostaria de contar um pouco do que vejo na minha rotina…

Pois bem, vamos lá!

Como Produzir mais em minha fábrica?

Existem uma série de fatores que fazem as empresas brasileiras serem improdutivas. Não irei me ater a questões culturais ou financeiras, pois cada mercado tem sua singularidade. Porém uma realidade que observo diariamente (e nisso já se vão 16 anos trabalhando em chão de fábrica) é que as empresas não controlam seus processos de forma eficaz. Você não acredita? Me responda rápido como está sua produção neste exato momento? O que foi produzido no último turno? Quantos produtos estão defeituosos? Quanta hora extra é fruto de retrabalho?

Um estudo mostra que a produtividade média nacional é de 52%. A grosso modo podemos afirmar que para cada um produto consumido no mercado foram fabricados dois… Isso mesmo DOIS! E esta realidade não é “privilégio” de grandes ou pequenos, mas sim de todos. Hoje um dos indicadores de mais importantes da indústria chama-se OEE (Overall Equipment Effectiveness) e poucas empresas o conhecem, eu mesmo só tive contato em 2015. E por que este indicador é tão importante?

O OEE é um conjunto de medidas capaz de entender a saúde produtiva de uma fábrica. A cada ponto percentual de OEE que aumentamos, podemos melhorar nossa margem de lucro de 2% a 6%. Basicamente acompanhamos a disponibilidade das máquinas na linha de produção, qual a performance desta máquina e qual é a qualidade de sua produção. O produto destas três medidas nos traz o OEE. E é aí que as empresas pecam! Geralmente não acompanhamos a nossa produção em tempo real e calculamos os resultados após o turno finalizado. Neste momento já perdemos produção e o gestor nada pode fazer para reverter o resultado.

Hoje com a quarta revolução industrial já temos tecnologias avançadas e de baixo custo que podem ajudar as empresas a serem mais competitivas. O avanço da Internet das Coisas, por exemplo, nos permite acompanhar tudo que acontece no chão de fábrica em tempo real pelo smartphone. Utilizando Big Data podemos analisar uma imensidão de dados em tempo recorde e mudar o rumo da produção. Costumo dizer as pessoas que não estamos inventando moda. Qualquer estudante universitário aprende em cursos de gestão que: o que não se mede, não se melhora. Creio que não basta encher a empresa de tecnologia sem que a cozinha esteja arrumada… Mas fica a dica de que é possível medir e controlar qualquer processo e melhorar exponencialmente sua produtividade.

Em breve dedicarei um tempo para cada ponto do OEE, espero que esse texto abra ainda mais as brilhantes mentes que estão a frente da Indústria nacional. 

Diogo Mac-Cord

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *